terça-feira, 26 de janeiro de 2016

QUE sorte a nossa... ♥


Neste último finde parei para assistir ao The Voice Kids, programa exibido na Rede Globo. E para a minha feliz e encantada surpresa pude, entre tantos outros talentos mirins, ver a maravilhosa apresentação de João Vitor.

Um menino de 15 anos, gaúcho de Cachoeirinha. Daquelas pessoas que nascem com o dom da música, trazem na veia e nos olhos o pulsar das notas musicais, feito uma tatuagem, uma segunda pele. Extremamente carismático e com uma desenvoltura e presença de palco surpreendente. Fiquei encantada assistindo aquele menino de olhar tão doce. De uma transparência na voz que cativa e emociona. Penetra em nossos ouvidos magicamente. Linda e suave melodia ao meu coração que ficou imensamente contagiado.

É claro que, quando se escolhe a música certa e tem-se a intimidade com o palco, tudo fica mais fácil, mas como exigir isso de um menino de apenas 15 anos? O menino ousado e merecedor daquele sorriso que povoou minha alma. Do timbre delicado e leve como uma folha. Da beleza terna capaz de fazer meus olhos marejarem, feito sopro de um anjo a colorir esse meu coração mole e sensível, me fazem lembrar o quão humanos somos diante de toda simplicidade e doçura da vida.

Ele escolheu a música “Que sorte a nossa” que, posteriormente, descobri ser de autoria de Paula Mattos, em parceria com Luiz Henrique e Fernando Paloni. Não encontrei o caminho pra colocar aqui a apresentação do João Vitor no The Voice, apenas o link abaixo:

http://globoplay.globo.com/v/4759974/

Mas, ao pesquisar a música que leva uma melodia suave e possui uma letra linda, descobri um vídeo que faz parte do DVD de Paula Mattos. Ela visivelmente emocionada, dedica ao amigo e também um dos parceiros da letra, Fernando, que faleceu vítima de leucemia em fevereiro de 2015. E, é este lindo vídeo que deixo ao final deste texto.

Definitivamente, nada é por acaso mesmo. ;-)

Suavidade na voz, carisma e um talento nato fazem de João Vitor, um fortíssimo candidato à final desta primeira edição do The Voice Kids. E esse menino extremamente à vontade no palco, com um vibrato doce lindo é G-A-Ú-C-H-O!

QUE sorte a nossa!



“Arriscar com graça e autenticidade pode ser um acerto do avesso”
Martha Medeiros




♪Diz que pensa tanto em mim
Que tá querendo me ver
Diz que tá me lembrando bastante
Acredito em você

Tô sabendo de tudo, tô lendo seus recados
Minhas fotos que você curtiu, tô seguindo você

E aí, o que é que a gente vai fazer?
Diz aí, se você quer e eu também tô querendo você

Tantos sorrisos por aí, você querendo o meu
Tantos olhares me olhando e eu querendo o seu

Eu não duvido, não, que não foi por acaso
Se o amor bateu na nossa porta, que sorte a nossa♪

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Sr. Habib´s

Hoje no almoço, ganhei de presente um “saco plástico do Habib’s”. Sim, aquele mesmo aonde vem os talheres. E ele tava cheinho. Cheio de ar, de carinho. Cheio daquele sorriso sincero, carregando alegria pela companhia do dia. Acho muito fofos esses pequenos gestos. Guardo todos. Sou uma eterna criança e vou crescer assim.

E também choro. Não faço manha, mas choro. Fico triste, silencio por um tempo. Dia desses me peguei com essa nuvenzinha pairando sobre a cabeça. Tinha na mesa papéis de bombom que ganhei tempos atrás (e guardei, claro!) e ao organizá-los melhor, acabei rasgando um deles. Aí para não ser injusta com nenhum deles e nem decepcionar aos demais, tirei todos os três da mesa. Levei-os pra casa. Mas me entristeci com o ocorrido. Por não mais tê-los por perto, dando um colorido e graça aos meus dias no trabalho. Agora há o Sr. Habib’s rsrs

Coisas simples assim me cativam, me emocionam, me fazem rir e levar a vida com mais leveza também. Gosto quando sinto a felicidade inteira, que convida minha alma a sorrir junto. Sou do tipo que precisa abraçar apertado, sentir perto, sabe? Coração com coração. Mas com aqueles em que a sintonia é a mesma. Não abraço a todos. Só os que não carregam frescura, nem maldade. Que captam a delicadeza do toque. A sutileza do olhar sem duplo ou mais sentidos. Todas aquelas coisas que não precisam ser explicadas. Que a gente apenas sente. E sente por quem se importa. Por quem faz parte de uma parte de nós.

Sei que meu coração é infinitamente maior do que eu, e por vezes me perco nisso tudo. Mas não desisto. Nem de mim, nem dos outros. Fico sem rumo, esfolo o joelho no chão, me decepciono horrores, mas sigo em frente. A vida é isso aí. Um eterno “rasgar-se e remendar-se”, já escreveu o poeta Guimarães Rosa.

Nunca gostei de coisas mais ou menos. Tão pouco, gente meio termo. Do tipo “tanto faz”, em cima do muro, sem opinião própria. Pra falar a verdade detesto gente morna. Que não se compromete com sentimento, que se esconde, se disfarça ou se camufla. Gosto de quem não mede as palavras e enfia o pé na porta. Gente que não sabe amar em silêncio, assim feito eu. Admiro quem se arrisca, quem pula “da pedra mais alta”, como canta meu querido Anitelli. Quem vive e não apenas, sobrevive.

Quer me agradar? Deixa um bilhetinho com sua letra nada bonita. Me dá uma bala, um chocolate branco ou preto, pouco importa. Não ligo pra laço de fita ou cartãozinho enfeitado. Quero aquele mimo que vem com seu sorriso estampado, com seu carinho e perfume embrulhadinho nele, feito o Sr. Habib’s de hoje. Simples assim.

♪Meu mundo inteiro que é tão fácil de enxergar... E chegar♪

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Metas: 2016

Metas: 2016

Um esboço das minhas metas e planos para o ano de 2016. Não necessariamente nesta ordem. Ainda haverá o que acrescentarei e/ou mudarei com o andar da carruagem. 

;-)

1. Dar mais atenção aos amigos e familiares

2. Ler pelo menos 35 livros durante o ano

3. Iniciar Pós 

4. Escrever textos meus com mais frequência no blog

5. Aprender a tocar violão 

6. Emagrecer

7. Projeto de trabalho voluntário

8. Pintar sala/quarto

9. Aumentar minha lista de sonhos

10. Voltar a nadar (necessito!!!!)

11. Andar mais vezes de bicicleta

12. Estudar... estudar!

13. Socializar mais a Monique

14. Começar a correr

15. Fazer cursos na área 

16. Economizar

17. Programar férias com Gux

18. Passear mais com Pitty e Bebê

19. Dar mais atenção aos filhotes todos

20. Colocar rede no apartamento

21. Pendurar Bike



Fique com alguém que te ame

Quando a gente quer muito uma pessoa, a gente se engana. A gente tenta encaixar aquele outro ser humano em posições que nunca foram dele. A ...